quinta-feira, 20 de novembro de 2014

A Cor do Mundo



Um idoso estava sentado num banco da praça de sua cidade, quando um motorista parou e perguntou:
- Bom dia! O senhor mora nesta cidade?
O idoso respondeu:
- Moro há muitos anos.
E o motorista disse:
- Estou de mudança e gostaria de saber como é o povo desta cidade. Como o senhor vive aqui há tanto tempo, deve conhecer todos, muito bem.
E o idoso, falou:
- Conheço. Mas, por favor me conte como era a cidade de onde o senhor veio.
E o motorista respondeu:
- As pessoas de onde vim, eram maravilhosas! Gente boa, amiga, fiz muitos amigos lá. Só sai mesmo, por causa do meu trabalho. 
E o idoso, sabidamente concluiu:
- Pois, bem, meu amigo, esta cidade é exatamente igual à de onde você veio. Você vai gostar daqui.
O homem agradeceu e entrou feliz na cidade.
Alguns minutos depois, outro homem se aproximou do idoso e perguntou:
- Estou vindo morar aqui. O que me diz desta cidade? 
E o idoso perguntou:
- E como é a cidade de onde o senhor veio?
O forasteiro respondeu:
- Ah, é horrível! Gente orgulhosa, cheia de preconceitos, arrogante! Não fiz um único amigo naquele lugar horroroso!
O idoso sabidamente concluiu: 
- Sinto muito, amigo, pois aqui nesta cidade você encontrará o mesmo ambiente.

Lição de Vida:

O mundo tem a cor que damos a ele.
Se somos agressivos ou pessimistas, assim será o mundo e só acharemos problemas e conflitos.
Mas se somos do bem, só encontraremos coisas positivas.
Vamos colorir o mundo com as cores do bem, de tudo o que é bom, e positivo!!!


(Do livro: Hora do Show)

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

O fim da estrada; o começo de uma nova história...


Às vezes fico reflexivo sobre a nossa vida, sobre a nossa existência. O tempo passa rápido e esse palco chamado mundo é muito breve. Hoje muitos choram de saudade dos entes queridos, outros, já se conformaram com a ausência. Na cidade dos mortos, lugar onde chamados de cemitério, não está enterrado apenas corpos, mas ali, no fundo da cova, na solidão do caixão, também estão enterrados SONHOS! Pois, por ironia do destino, ou não, a morte se encarregou de mudar todos os planos daqueles que um dia sonharam em mudar o mundo- mudar a história. Mas, assim segue-se o destino. Viva-o, brinque e sonhe o máximo que puder, pois, por mais que os segundos se pareçam lento demais, a vida é breve e o tempo é curto. E assim, em um belo dia de sol, onde tudo parece perfeito e extraordináriamente bem, belo e inabalável, nossa história chega ao fim... Então, fechamos o livro da vida e entramos nas páginas da história.

Faça seu caminho, crie seu destino e escreva a sua jornada. Um dia podemos até ser esquecidos, mas a nossa caminhada e as nossas ideias, se forem concretas, jamais se apagará com o tempo. A nossa forma física se deteriora com o tempo, mas as nossas palavras se rejuvenescem a cada dia. O nosso sol nasce a cada manhã, muito embora poucos percebam a beleza e contemplem o espetáculo do amanhecer, ele sempre está lá para nos aquecer e nos mostrar que nem tudo é escuridão. Se alguém fechar a página do seu livro, comece tudo de novo e reescreve uma nova história. Pois, há tantas coisas boas que precisam ser expostas... Então! Saiba que, o fim da estrada não é um motivo para desistirmos, mas sim a oportunidade para o começo de uma nova história. Siga em frente, pois o destino te espera!!! 


- Adriano Santos

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Porque os humilhados serão exaltados... (A montanha e o grão de areia)


Era uma vez uma montanha imponente que se erguia à beira do mar. Seu topo atingia as nuvens do céu. Ela se orgulhava de sua grandeza e, como rainha em seu trono, reinava soberana, tendo o mar a seus pés, o respeito e admiração dos homens.


Junto à montanha havia uma praia e nela um grão de areia. Era tão comum e pequeno como qualquer outro dos incontáveis grãos que formavam aquela faixa branca entre o mar e a terra.


- Senhora montanha, poderia me dizer o que vê do alto da sua grandeza? Conte-me, por favor, como são os reinos dos homens, os campos, os rios e os vales. Sei que tens visão do mundo e nada se esconde aos vossos olhos. 

Do alto de sua imponência, a montanha olhou com desdém e respondeu: 

- Quem és tu, insignificante grão de areia, para me fazer perguntas e querer saber o que veem os meus olhos? Não percebes a distância que existe entre nós e que jamais perderia o meu tempo conversando com alguém tão pequeno e desprezível? Se tens a pretensão de conhecer o mundo, então que sejas levado nos pés de alguém, para ser deixado por aí, em qualquer lugar, seguindo seu destino anônimo e inútil.

Compreendendo a sua pequenez, o grão de areia se calou. A montanha levantava seus olhos altivos para o horizonte, como se nada tivesse acontecido.
Ao cair da noite, o pobre grão de areia contemplava o infinito dos céus e sua imensidão de estrelas. Distantes a reluzir, pareciam também pequenos grãos de areia a flutuar no espaço. 

Pela manhã, o mesmo sol que iluminava a montanha também fazia brilhar a areia na praia. Uma brisa suave, soprando da terra gentilmente, levantou aquele grão de areia e o lançou no mar. Enquanto afundava lentamente, penetrando na profundeza do oceano, ele pensava triste no seu sonho que tinha. Agora, tudo parecia perdido. Jamais teria de novo a chance de contemplar a beleza do mundo, nem mesmo a majestosa montanha que tanto o desprezava. 

Mas, ao vagar pelas águas, o grão de areia veio a cair na membrana macia de uma ostra aberta, que, ao senti-lo, fechou-se de pronto.

- Quem é você? - perguntou o molusco.

- Sou um pequenino grão de areia que o vento lançou ao mar - respondeu ele.

E os dois começaram a conversar. Quando a ostra ouviu a história do grão de areia e do sonho que tinha, ficou muito triste e começou a chorar. Suas lágrimas o envolveram e ele foi ficando cada dia maior, até se transformar numa linda pérola. 

Um dia, os mergulhadores acharam aquela ostra no fundo do mar. Abrindo-a, descobriram a preciosa pérola. Era a mais bela que jamais tinham visto. 
Vendida por alto preço, acabou se tornando um valioso anel de uma rainha. O grão de areia assim viajou por todos os cantos da Terra. 

Diz a Palavra de Deus que o Senhor Jesus exalta o humilde e abate o altivo. Por isso, muitas vezes somos levados ao deserto, pois sob o intenso calor do dia e o frio da noite, a mais sólida montanha acaba por se transformar em pequeninos grãos de areia.

De certa forma, o grão de areia, na sua pequenez e humildade, é mais forte que a montanha. Está sob o efeito da erosão, esfarela-se a cada dia. Já o grão de areia, por seu próprio tamanho, é praticamente indivisível. 



Autor: Marcelo Crivela

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Sonho

Já não consigo mais sonhar tendo o alvo que me motivava, não, não consigo mais seguir o caminho que tanto sonhei trilhar, sonhar, sorrir, chorar. Meu sonho se deteriora, por ora, agora, pra sempre. Sempre pensei, cantei, senti o mel, viajei no céu da sua boca, oca, sem rumo, sem vida, sofrida, nas asas do anjo, do amor, do sabor, do cheiro da idade, da saudade do seu dia, sendo um dia o seu guia, noite fria de calor, sem saber por onde fui, sozinho, com medo, segredo que não disse, vivendo, sonhando, morrendo, cantando, já não sinto a canção, já não bate o coração, já não tenho mais noção, já não sei se é tudo em vão, o fogo já não acende, já não tem mais o carvão, já não sinto o que é bom, já não ouço mais o som, já não ouço mais a batida, sinto saudade da partida, que um dia nunca foi, já não ouço mais um oi, era linda a melodia, era forte o que sentia, naquela noite bem fria, que não sei nem explicar, e nem sei mais expressar, e também não sei falar, já não posso nem mostrar, o que foi, o que será, o que era, o que não é, beleza é a mulher, pois o nome é feminino, feito um animal faminto, querendo alimentação, acelera o coração, batendo com toda força, que olhar perigoso moça, moço, rapaz, rapagão, já não sei se digo ou não, mas o tempo já passou, o meu sonho acabou, na fogueira de São João, morrendo por entre as brasas, logo na porta de casa, da casa do pesadelo, revelando o segredo, que agora eu vou contar, mas já não tenho tempo, pois justo nesse momento acabo de acordar.

domingo, 12 de outubro de 2014

Todos temos defeitos e limites


Um comerciante colocou um anúncio na porta de sua loja que dizia: "Cachorrinhos à venda."
Este tipo de anúncio sempre atrai crianças e logo um menino apareceu perguntando:
- Moço, qual o preço dos cachorrinhos?
O dono da loja respondeu:
- Custa entre 30 e 50 reais.
O menino colocou as mãos nos bolsos e tirou uma moedas.
- Eu só tenho 2 reais e 37 centavos, mas... Posso ver os cachorrinhos? - Perguntou o menino.
O comerciante deu um assovio e, em seguida, cinco filhotes apareceram. Mas um deles, que estava mancando, foi ficando pra trás.
O menino deu um sorriso e imediatamente apontou para o cachorro que mancava e perguntou:
- O que aconteceu com esse cachorrinho?
O comerciante explicou:
- Bem, quando esse filhote nasceu, o veterinário disse que ele tinha uma deficiência da perna esquerda e que, por isso, andaria mancando pelo resto da vida.
Emocionado o menino falou:
- Pois é esse cachorrinho que eu vou comprar!
O comerciante surpreso disse:
- Não, meu filho, você não vai comprar esse cachorro! Se realmente o quer, eu lhe dou de presente. Pra mim, esse cão não vale nada.
O menino não gostou do que ouviu e, olhando indignado para o comerciante, falou como se fosse um adulto.
- Eu não quero que o senhor me dê o cachorrinho de presente. Ele vale tanto quanto os outros. Eu vou pagar o preço todo. Agora eu só tenho 2 reais e 37 centavos, e todo mês vou lhe trazer 50 centavos até pagar o preço total dele! Tá bom?
O comerciante sem querer acreditar, respondeu:
- Eu não acredito que você quer, de verdade, comprar esse cão. Ele nunca será capaz de correr, saltar e brincar como os outros.
Ao ouvir aquelas palavras, o menino levantou a calça até o joelho e mostrou sua perna esquerda, que também tinha um deficiência, assim como a perna do cão que desejava comprar. Em seguida disse para o comerciante:
- Bom, eu também não posso correr muito bem, e o cachorrinho vai precisar de alguém que o entenda.
O comerciante, envergonhado, não conseguiu segurar o choro e, com muita dificuldade, falou:
- Ô, menino, espero que... Que cada um destes outros filhotes tenha um dono como você.

Lição de vida:
Nada pode se comparar a alguém que entende as diferenças e limitações. Porque afinal e contas, todos nós temos defeitos e limites.



Do livro: Hora do Show!

Eu até quero dizer, mas não sei o que falar



Quando tudo está difícil
Já não sei me expressar 
O doce já não é doce
E o bom passa a amargar
Pego o lápis para escrever
Eu até quero dizer
Mas não sei o que falar
Somem as palavras boas
Nem as ruins também não há
O vento que acalma o homem
Já não pode me acalmar
Tudo, eu vou escrever
Eu até quero dizer
Mas não sei o que falar
Fecho os olhos e junto as mãos
Imagino um bom lugar
Me aquece o coração
E faz o sangue pulsar
Minha vontade, meu querer
Eu até quero dizer
Mas não sei o que falar
Posso até tentar fazer
E depois tentar mostrar
E depois alguém dizer
Que isso jamais será
Não adianta eu querer
Sei que até quero dizer
Mas não sei o que falar
Então vou ficar quieto
Pois acho melhor calar
Não sei se o meu certo é certo
Ou se o seu certo é errar
Sei de mim, não de você
Posso até tentar dizer
Mas não sei o que falar

Autor: Adriano Santos

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Soneto do Menino Perdido

Na estrada, me perdi
Já não tenho segurança
As mãos frias, estão tremendo
Procuro, não encontro - companhia, segurança

Por quê? Pra quê?
Tudo já não me fascina
Já não sei se sei viver
Já não sei se me domina
Procuro, não acho
Não me encontro,
Me refaço
Mesmo sem, saber o quê?
Já não falo, pois não sei
Não sei bem, o que dizer?

(Adriano Santos)

domingo, 21 de setembro de 2014

Resenha do livro “O Vendedor de Sonhos”, de Augusto Cury

Mais um livro do psiquiatra, psicoterapeuta, médico e escritor Augusto Cury, que tive o privilégio de ler.  O Vendedor de Sonhos é o quarto livro de ficção do autor e o vigésimo segundo de suas obras. O livro disserta uma história incrível, emocionante, instigante e bastante reflexiva de um vendedor – isso mesmo, um vendedor. Mas, não estou falando de um simples vendedor que vende suas mercadorias para sobreviver e sustentar sua família, estou simplesmente falando de um homem que vendia sonhos, como o próprio título já diz: “O Vendedor de Sonhos”. Mas como se vende sonhos? E sonhos podem ser comprados? Eu posso comprar meus sonhos ou alguém pode me vender um? São perguntas que fazemos quando observamos esse título, mas se só apenas nos perguntarmos jamais teremos as respostas. E o que faço para ter as respostas? A única alternativa é mergulhar nas páginas do livro e descobrir os segredos do misterioso Vendedor de Sonhos...

Augusto Cury diz:

“- Sonho que este livro possa ser lido não apenas pelos adultos, mas também pelos jovens, pois penso que muitos deles estão se tornando servos possessivos do sistema social. Não são arrebatados pelos sonhos e pelas aventuras. Tornaram-se, apesar das exceções, consumidores de produtos e serviços e não de ideias. Entretanto, consciente ou inconscientemente, todos querem uma vida regada a emoções borbulhantes, até bebês quando se arriscam a sair do berço. Mas onde encontrá-las em abundância? Em que espaço da sociedade tais emoções se encontram? Alguns pagam muito dinheiro para consegui-las, mas vivem angustiados. Outros se desesperam em busca da ama e reputação, mas morrem entediados.  (...) Na contramão da massacrante rotina social estão os personagens deste romance. Eles viverão altas doses de adrenalinas diariamente. Entretanto, o “negócio” de vender sonhos tem um alto preço. Por isso, riscos e vendavais os acompanharão. “

COMO CHEGUEI A ESTE LIVRO:

Certo dia estava eu lendo o livro “O Semeador de Ideias”, também do autor Augusto Cury, quando nas últimas páginas encontrei o primeiro capítulo desde livro “O Vendedor de Sonhos”, na verdade tem o primeiro capítulo do livro 1 (O Chamado) e do livro 2 (A Revolta dos Anonimatos), mas confesso que o primeiro livro me despertou uma maior curiosidade. Então fiquei desde então querendo ler o referido livro, porém não conhecia alguém que o tinha e nem o encontrei para comprar, exceto na internet. Porém, há alguns meses encontrei o livro 1 e o 2, mas só tinha dinheiro para comprar um dos dois “rsrsrs”, pois então, comprei o que mais eu tinha vontade de lê (O Vendedor de sonhos – O CHAMADO)... Comecei a incrível leitura...

O QUE O LIVRO RELATA?

A história de um homem que vendo sonhos aos que, de alguma forma, deixaram de sonhar. Um senhor de meia idade, sem nenhum reconhecimento acadêmico. Não tem influência na sociedade. Não é rico e nem tampouco influente perante os grandes nomes de empresários.  Maltrapilho, não tem casa, não tem família, não tem carro, enfim – não tem “nada”.

Porém, este homem é dotado de uma ousadia sem precedente. Ele esconde muitos segredos. Nada, ninguém consegue controlar seus gestos e palavras, a não ser sua própria consciência. Aos poucos começa a trair pessoas e, dentre algumas delas, começam segui-lo como uma espécie de discípulo. Um grande intelectual que tenta tirar a própria vida começa a andar com o misterioso homem, intitulado como “Mestre”. Quer saber por que esse intelectual o segue? Leia o livro, está nas primeiras páginas, você vai gostar de ler essa parte. Depois do intelectual, um alcoólatra também o segue, um ladrão passa a segui-lo, um líder religioso. Enfim, muitas pessoas começam a seguir esse homem misterioso que sair por ai dizendo que o seu objetivo é vender sonhos. Começa a virar notícia nos jornais, nas revistas e todos da cidade passam a reconhecê-lo quando o veem passar pelas ruas. Um homem que transforma um velório em um ambiente de alegria e que faz de uma feira de tecnologia um ambiente de reflexão só pode ser um maluco, mas será que esse homem é maluco mesmo? Ou será que ele é apenas um “mala” querendo se sair bem na "fita"?


Um livro recheado de aventuras e surpresas – alegrias e frustrações – medo e coragem – inteligência e sabedoria – aplausos e críticas – superação e lágrimas. Um livro simplesmente espetacular. Recomendo para aqueles que gostam de viajar por uma boa leitura. Se for ler, que leia com atenção e tente viver a história, só assim você compreenderá a verdadeira mensagem que o livro quis passar.

sábado, 20 de setembro de 2014

A rocha no caminho

Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada. Naquele momento ele se escondeu e ficou observando se alguém tiraria a imensa rocha do caminho. Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantinha as estradas limpas, mas nenhum deles tentou se quer remover a pedra dali. 

De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a rocha dali. Após muita força e suor, ele finalmente, com muito jeito, conseguiu mover a pedra para o lado da estrada. Ele voltou a pegar a sua carga de vegetais mas notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra. Foi até ela e viu que a bolsa continha muitas moedas de ouro, e um bilhete escrito pelo rei que dizia:

"Todo obstáculo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição..."

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Valorize o seu dia!

Cada dia corresponde a uma nova página escrita no livro da sua vida, onde você deverá escrever as melhores memórias. 

Assim, quando desperte, dirija ao Infinito a sua prece. Agradeça pela noite superada e rogue ao Pai do Céu as indispensáveis bênçãos para o período iniciante. 

Erga-se e alegre-se com a oportunidade renovada de manter seu corpo físico para os empreendimentos do progresso. 

Busque ocupar-se com algo nobre, algo que dignifique a sua existência na Terra. 

À frente dos transtornos e contratempos, que surgem nos caminhos de todos, invariavelmente, não se deixe conduzir pela irritação, pelo agastamento ou pelo azedume.

Procure compreender que nada lhe ocorre sem que tenha um sentido útil para o seu crescimento geral. 

Perante as ocorrências de violência e diante dos quadros de agressões que veja em sua rota, realize o melhor que possa, sem revolta nem desespero. 

Você está no mundo que fez por merecer, com as situações que caracterizam a sua quadra evolutiva e com as pessoas do seu mesmo patamar moral, com ligeiras diferenças, facilmente observáveis. 

Onde esteja, semeie alegria e jovialidade, atendendo à recomendação do apóstolo Paulo para que demos graças a Deus por todas as coisas da vida. 

Busque fazer novos amigos, mantendo, com carinho, os velhos companheiros. 

A amizade, no mundo, é como o beijo solar iluminando as flores, sem o qual elas tendem a murchar e fenecer. 

Alimente-se com moderação. Não é preciso passar fome, contudo, é bom que não transforme estômago em tonel de venenosas misturas, capazes de intoxicar, de lhe acumular indevido colesterol nas artérias ou de lhe provocar disfunções hepáticas. 

Afaste-se das pseudo-necessidades alcoólicas. O álcool que você precisa para a digestão a Divindade já fez constar do seu programa de produção orgânica. 

Fora disso, a ingestão dessa substância corresponderá sempre a consciente envenenamento que lhe perturbará a saúde aos poucos. 

Procure ser comedido nas brincadeiras, a fim de não constranger os amigos, gerando afastamentos e inimizades. 

Ou para não perder seu precioso tempo com intermináveis lorotas e banalidades. 

Sorria, seja prazenteiro, uma vez que o Evangelho de Jesus, que você afirma conhecer, é fonte inesgotável de alegrias. 

E quando chegar ao fim o seu dia, vivido com maior ou menor dificuldade, ponha-se em meditação. 

Verifique onde é que você poderia ter sido melhor, em que itens deveria ter agido melhor. 

E, sem remorsos prejudiciais, faça projetos de renovação para o dia seguinte, procurando levá-los a sério. 

Ore e entregue-se uma vez mais ao Supremo Senhor, construindo, dia-a-dia, a própria felicidade, a sua própria luz. 

Valorize o seu dia. 

Não o desperdice remoendo mágoas ou destilando tormento, mas aprenda a cultivar a alegria de viver, apesar das lutas e limitações que carregue. 

Valorize o seu tempo na Terra e prossiga, decidido pelo bem, para que, no serviço do Senhor, você continue crescendo em busca do encontro consigo mesmo.


Redação do Momento Espírita, com base no cap. 2, do livro Para uso diário, pelo Espírito Joanes, psicografado por Raul Teixeira, ed. Fráter

domingo, 7 de setembro de 2014

Dose de REFLEXÃO IV

...o mundo é um lugar feito para os fortes!!! Para os que perdoam; para os que sabem receber um crítica; para os que baixam a cabeça diante de algumas situações. O mundo não é um lugar ruim, um lugar de tristeza e nem tampouco de angústia. Deus não o fez com esse propósito. Você já parou para analisar quão belo é o pôr do sol? O quão lindo é o raiar do dia? A beleza do luar e o quanto é bom ouvir a melodia do vento - as ondas sonoras da natureza? Tudo isso é lindo - é incrível...

Se fores fraco, então aprendes a ser forte... A vida vai te bater muito, e você escolhe, desistir ou continuar... Porém os fortes não desistem. Perdoar não é fácil, mas não é impossível. Uma das piores coisas é ser criticado, porém há os que pensem diferente e usam a crítica não para se apequenar, mas para se fazer mais forte a cada dia e se levantar depois da queda. Baixe a cabeça para pensar e levante-a para agir. O mundo é um presente dado por Deus, mas a ingratidão toma conta da nação... Pra quê viver assim? Por que não ser feliz? Hoje as coisas podem não estarem da forma como você queria, mas a tua luta te conduzirá ao caminho do sucesso... Quando falam: tu não é capaz!!! Mostre que você consegue. Caminhando sempre com o pé no chão e com a fé em Deus. Ele te ajudará, mas não fará tudo por ti. Você terá a chance de conquistar o seu objetivo... Não espere ser feliz. Seja! Sem precisar esperar nada de ninguém... 

Vamos à luta, pois o caminho pode até ser longo, mas você está mais perto que ontem! Não pare de caminhar e siga a sua estrada!

Sobre o filme "Deus NÃO está morto"

Muitas vezes a vida de algumas pessoas não sai como planejaram, pois o destino pode ser o melhor amigo quanto o pior dos inimigos. Um dia nos deparamos com a tristeza, com o remoço, com a angústia, com a ingratidão – com as surpresas mais desagradáveis que alguém poderia ter. Alguém vai embora, pois todos nós um dia temos que partir. E o que resta? A saudade, a lembrança, os momentos inesquecíveis...

O fato é que, na maioria dos casos não colocamos Deus à frente das vitórias, do sucesso acadêmico, dos aplausos, dos holofotes... Porém, quando o céu fica negro e as nuvens pesadas lembramos de Deus. Pois é! É fácil julgar alguém por algo que não deu certo. Uma pessoa que eu amo pode ter partido e então, eu me pergunto: Por que Deus? Por que essa pessoa? E as minhas preces não serviram? E daí então passo a ter total incerteza de que existe um Ser Supremo que tudo pode. Se Tu podes tudo, então por que não deixaste viver alguém que eu mais amo? Essa é a pergunta que muitos fazem... Até terem a “certeza” de que Deus não existe – Deus "está" morto. E depois disso, tentam a todo custo provar a inexistência de Deus, mas como? Não pode-se provar isso concretamente, assim como eu não posso mostrar Deus diretamente a você, mas sim por meio da sensibilidade que temos ao termos a total percepção de sua presença em nosso ser, em nossa alma, em nosso coração.

A verdade é que, quando alguém duvida da existência Dele começa a fazer com que os outros também duvidem. Então usam seus status para tentar intimidar os “pequenos” e os induzirem a seguir aquilo que ele prega, simplesmente para cumprir a sua saga de crer que Deus não existe, que Deus “ESTÁ” morto. Entretanto, haverá momentos em nossas vidas no qual sentiremos que precisamos Dele, e é com Ele que precisamos contar. No mundo superficial não encontraremos alguém cem por cento para enxugar nossas lágrimas, ouvir nossas confissões e pedir perdão pelos nossos pecados. Sei que muitos neste momento se sentem angustiados e que, de certa forma perderam a fé em Deus por algum momento. Já pensaram e jogar tudo pro alto, inclusive a vida. Mas eu acredito na luz, aquela luz no fim do túnel que aparece para salvar aqueles que estão “mortos”. Eu acredito naquele raio de luz que sustentará na mão daqueles que se sentem sozinhos. Eu creio naquela luminosidade que aparecerá para aqueles que estão na mais profunda escuridão.

Não sei explicar ao certo as sensações que estou aprendendo a cada dia. Mas sei que, a cada minuto que passa eu não sou mais o mesmo. Continuo sendo aquela velha criança, mas que já não tem medo do escuro e que não sente receio em caminhar para o desconhecido, pois mesmo não sabendo o caminho, eu acredito em uma coisa: “Deus guiará meus passos”. Porque por mais ingrato que eu seja, por mais que eu não tenha um certo conhecimento sobre o mundo espiritual, eu sei que Ele está comigo, e sempre estará. Pois eu sei que O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará e ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo...

Sabe porquê? Porque Deus é bom o tempo todo e o tempo todo, Deus é bom!


terça-feira, 2 de setembro de 2014

Dose de REFLEXÃO III

Quem nunca se sentiu sozinho? Quem nunca se sentiu inútil e até mesmo já pensou em tirar a própria vida? Hoje o seu dia pode está escuro. Seus olhos transbordam lágrimas de tristezas e você já está cansado dessa vida. Cansado dos problemas e sem ânimo pra nada. Não quer se alimentar, não quer conversar, não brinca com seus filhos, não conversa com seus amigos, não abraça seus parentes. Hoje é o dia em que você pensa em botar fim nos problemas. Então você se tranca em seu quarto e no silêncio dos seus pensamentos negros, a sua mente grita e pede socorro, mas você está tão machucado e tão decepcionado que nem ouve essa voz que grita, que clama! A única coisa que você quer é tirar a própria vida, pois para você já não vale mais a pena viver. Então você sobe em uma cadeira, coloca o lençol no pescoço e tenta acabar com esse sofrimento... o coração bate mais forte, a respiração fica mais ofegante a cada segundo que passa, e você não pensa em outra coisa senão ceifar a própria vida.... Você talvez esteja se sentindo assim... mas pare um pouco, e receba essa dose de reflexão...

Todo ser humano tem um vazio dentro do seu coração. E que vazio é esse? É um vazio muito grande! Esse vazio que você sente dentro do seu peito é do tamanho de Deus! Só ele pode preencher esse vazio. E você, que estava pensando em tirar o bem mais precioso que Deus te deu, o fôlego de vida, analise que essa não é a solução. Morrer não vai te trazer a paz. Hoje é mais um dia, dia esse que você pode fazer tudo diferente. Os problemas foram feitos para serem resolvidos; os obstáculos, para serem superados. Então amigo (a), saiba que por mais dura que pareça a vida, ela é um presente dado por Deus e tudo o que ele mais quer é que você nunca desista dela. Não desista da vida, não desista de sonhar, não desista de você, não desista de quem te ama, não desista nunca!

Se hoje o seu dia amanheceu escuro, se as nuvens anunciam tempestade, se você chorou de tristeza e se sentiu inútil, lembre-se: Deus capacita os escolhidos. Os verdadeiros guerreiros são forjados nas mais árduas dificuldades. Ninguém nasce pronto, é preciso aprender com as decepções e com os fracassos. E então Soldado, você vai desistir da vida?! Vai desistir de lutar?! Vai parar no meio do caminho?! Vai jogar tudo pro alto?!!!

Enxugue essas lágrimas e sorria... Hoje é um novo dia, Deus te deu mais uma chance, aproveite-a. Receba essa dose de reflexão no dia de hoje, e vamos à luta!!!...


segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Dose de REFLEXÃO II


...na estrada da vida nos encontramos e nos perdemos constantemente. Caímos, choramos, nos machucamos. Mas um novo dia chega, então me pergunto: será que realmente vale a pena? E olhando para o céu eu percebo que por mais que as nuvens estejam escuras e anunciem a tempestade, o sol voltará a brilhar para iluminar o nosso caminho e aquecer a nossa alma. E então! Percebo que vale a pena sim, pois o dia hoje será incrível para mim e para você que está lendo esta mensagem. Deus tem algo maravilhoso para você. Ele te deu mais uma chance, chance de vencer, de curar as feridas, de levantar depois de tantas quedas, chance de enxugar as lágrimas - bater a poeira e voltar a caminhar. Pois, a vida é um espetáculo incrível, seja o protagonista principal da sua história, jamais se permita ficar na plateia. O dia está apenas começando e hoje amigo (a), pode ter certeza, É O DIA DE VENCER.


domingo, 31 de agosto de 2014

Dose de REFLEXÃO I


Muitas vezes paramos no tempo, ficamos analisando os fatos e, para todas aquelas perguntas que surgem, não encontramos respostas. Então, ouvimos uma música, lemos um livro, uns versos, uns poemas. Cantamos uma canção e até assistimos um filme legal, mas ao final de tudo isso, ainda sentimos aquele vazio - aquela solidão. 

O mundo muda dia após dia, as coisas inovam e nós não inovamos, de certa forma não! Pois, vivemos tão preocupados com as obrigações que esquecemos de viver. Não sorrimos mais, não abraçamos mais, não brincamos mais... Estamos a cada dia amando menos, ou, quem sabe até mesmo não amando, ou, amando aquilo que não deveria ser amado. Valorizando aquilo que na realidade não tem valor, e esquecendo do nosso verdadeiro tesouro. 

Hoje é um novo dia. Deus te deu mais uma chance, mais uma oportunidade. Então.... o que você está esperando para aproveitar esse belo e único momento? Ligue para alguém que você ama, deseje um bom dia, sorria para um estranho na rua, quem sabe esse seja o único gesto de carinho que essa pessoa receberá no dia de hoje, abrace seu amigo, seu irmão, seu pai, sua mãe... Seja feliz... Pois o dia de hoje nunca mais voltará e, talvez possa ser o último. Não espere a felicidade, faça-a acontecer.

Parabéns Mãe!!! Feliz aniversário (29 de agosto)

Hoje é um dia no qual falta-me palavras para descrevê-lo. Falta-me argumento para decifrá-lo. Hoje poderia ser um dia como qualquer outro, de fato é, porém com um toque mais especial, mais mágico, MAIS SUBLIME. 


Hoje eu tenho todos os motivos pra sorrir, sorrir aquele sorriso mais alegre, mais feliz! Partilhar de um dia como este não tem preço, apenas tem o seu valor. Valor este que é inestimável e que, de certa forma é indescritível. Amor não se explica, apenas se sente. E quando a felicidade transborda a alma, tem como explicar? 


Só queria agradecer a Deus por conceder mais um aninho de vida a minha mãe, minha rainha. Mulher de fibra, mulher guerreira. Me sinto imensuravelmente feliz por poder comemorar ao seu lado esse dia tão especial. Eu, infelizmente não sei recitar aquelas poesias bonitas e nem sei escrever aquele texto impecável para expressar o quão grande é a minha felicidade, mas acho que independente dos textos bonitos e dos presentes mais caros, tem algo que posso resumir para expressar a minha felicidade, em um dia como hoje só quero dizer MÃE, FELIZ ANIVERSÁRIO, e hoje, assim como todos os dias eu quero te dizer: MÃE, EU TE AMO... 

Muito obrigado Deus por tudo. Por me permitir desfrutar de uma data tão especial... Que Deus te abençoe MÃE, e que você continue sendo essa pessoa maravilhosa que és. PARABÉNS!

Do seu filho: Adriano Santos

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Desistir?


Com o tempo, você analisa que abrir mão de algo muito importante, só se faz quando se tem um motivo maior que esse algo: seja um propósito, uma crença, um valor íntimo, uma obstinação qualquer que te oriente para essa escolha que já se sabia tão dolorosa. É um sacrifício voluntário por algo mais pleno, mais grandioso em Beleza. E, nestas análises, você descobre outras perdas que são positivas: perde-se também a ansiedade, a insegurança e a ilusão. E você aprende a recomeçar agradecendo por vitórias tão pequenininhas… Como quando é noite e antes de dormir você se enche de gratidão: ‘Deus, obrigado, porque é noite e eu tenho o sono… Que venha um sonho novo, então’. 

sábado, 9 de agosto de 2014

Recomeçar



Não importa onde você parou,
em que momento da vida você cansou,
o que importa é que sempre é possível
e necessário "Recomeçar".

Recomeçar é dar uma nova
chance a si mesmo.
É renovar as esperanças na vida
e o mais importante:
acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado.

Chorou muito?
Foi limpeza da alma.

Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia.

Sentiu-se só por diversas vezes?
É por que fechaste a porta até para os outros.

Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da tua melhora.

Pois é!
Agora é hora de iniciar,
de pensar na luz,
de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um novo emprego?
Uma nova profissão?
Um corte de cabelo arrojado, diferente?
Um novo curso,
ou aquele velho desejo de aprender a pintar,
desenhar,
dominar o computador,
ou qualquer outra coisa?

Olha quanto desafio.
Quanta coisa nova nesse mundão
de meu Deus te esperando.

Ta se sentindo sozinho?
Besteira!
Tem tanta gente que você afastou
com o seu "período de isolamento",
tem tanta gente esperando apenas um
sorriso teu para "chegar" perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza nem
nós mesmos nos suportamos.
Ficamos horríveis.
O mau humor vai comendo nosso fígado,
até a boca ficar amarga.

Recomeçar!
Hoje é um bom dia para começar
novos desafios.

Onde você quer chegar?
Ir alto.
Sonhe alto,
queira o melhor do melhor,
queira coisas boas para a vida.
pensamentos assim trazem para nós
aquilo que desejamos.

Se pensarmos pequeno,
coisas pequenas teremos.

Já se desejarmos fortemente o melhor
e principalmente lutarmos pelo melhor,
o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da Faxina Mental.

Joga fora tudo que te prende ao passado,
ao mundinho de coisas tristes,
fotos,
peças de roupa,
papel de bala,
ingressos de cinema,
bilhetes de viagens,
e toda aquela tranqueira que guardamos
quando nos julgamos apaixonados.
Jogue tudo fora.
Mas, principalmente,
esvazie seu coração.
Fique pronto para a vida,
para um novo amor.

Lembre-se somos apaixonáveis,
somos sempre capazes de amar
muitas e muitas vezes.
Afinal de contas,
nós somos o "Amor".



Paulo Roberto Gaefke

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Afinal de contas, quem é o animal?



Durante uma tourada, o toureiro sentiu-se mal. Teve tonturas e precisou de se sentar. Antes que alguém interferisse, o touro - que tinha sido agredido pelo próprio toureiro ao longo desse "espectáculo" (que tanto entretém gente de fraca cultura e com falta de humanidade) - apiedou-se do homem, parou diante dele e, para surpresa geral, ficou simplesmente a olhar para ele.

O touro, como que sentindo o sofrimento do toureiro, foi solidário e ficou ao lado dele, sem recorrer a qualquer tipo de violência. Observem que o touro já tinha recebido diversas farpas no torso. 

Resta a questão: afinal de contas, quem é o animal?



Autor desconhecido

sábado, 2 de agosto de 2014

“Momentos de loucura”





Preferi chamar o texto de: “Momentos de loucura”.

Isso já foi dito tantas vezes que não tem mais graça, nem diversão, nem aqui e nenhum lugar. se já é novidade?, não será aqui. Talvez novidade seja só pra não dizer que você que está velho, e as coisas que estão ficando fora do seu alcance. Pois é: tudo é um atraso de tempo, um não adaptar-se e não ser da melhor forma. Por exemplo: um velho amigo chamado Adriano que não dormia e não pregava os olhos, não queria ele ser como as letras e nem cumprir a sentença de está para sempre em um papel. Pois é, e com efeito o tempo passa, e o ser humano louco, com seus costumes desconexos, em tempos e épocas erradas. O texto era pra se chamar: - Demasiado louco-, mas já sou louco de mais para escrever de tanta loucura. Nada é errado, tudo segue a lei dos deuses, e você pode ser louco, mas não pode parar, mesmo que você faça errado, mas faça, porque é do erro que vem o acerto. Não estou falando de auto ajuda, mas de não parar e nem ser como a pedra, que cresce um centímetro a cada milhões de anos. Descobri nas letras. Por falar a verdade não me serve de nada, - mas serve sim-, para ser só mais um escravo da ciência. Já que você tem a alma, a mente e a criatividade, você já pode acreditar. Mas não vá ser louco agora, como o autor que vos escreve. Tenha calma, controle o tempo, e não seja escravo dele. O que é o tempo?. Dizem que é tudo que o relógio faz. Então jogue fora os relógios e faça você mesmo, pois ele pode te enganar. Ser louco não é questão de tempo, mas de oportunidade, como essa por exemplo. E o espaço?. Não existe espaço ou um lugar para ocupar ou ser ocupado, como se seu nome estivesse lá esperando por você; existe o que você faz para está lá, por isso você está em lugares diferentes, porque é você que determina o seu espaço. Agora que você tem o seu tempo e o seu espaço, já dá pra ser louco, pois um louco consegue está em todos os espaços e em todos os tempos, nem que seja numa frase, ou cumprindo a sentença de educar quem não queira. Determinado o tempo e o espaço, falta você abandonar sua grande inimiga, que te faz louco e mais inimigo do que você mesmo, e o seu grande túmulo; A “crença”. Não creia em nada, faça de acordo com seu tempo e seu espaço. Deixe a crença para ciência, ou para a teologia que espalham por aí, pois Deus é um só, para mim e para você. Chamaria de louco 2 os que brigam por Deus hoje, pois na verdade o Deus dele é o dinheiro. Também é meu Deus, mas não meu tudo. As vezes consigo ser feliz sem dinheiro, por exemplo agora, mas não direto. Pois é!. Veja que até agora tudo é um faz parte, não existe nada demasiado abstrato, como a crença por exemplo. Para de crer que tudo tem que ser seu ou algo pra você. Não existe só você no mundo, e nada é seu, tudo é de todos. Lembra do tempo?. Pois é, esteja lá na hora certa, que tudo vai dá certo, mas lembre-se, esteja pronto, nem que seja loucamente. Definido o tempo, o espaço e a crença, chega-se na parte mais importante: “nunca deísta”. Com efeito é isso mesmo, nunca desista. O que é desistir?. É não acreditar em você mesmo e acreditar falsamente, por crença, por hora e tempo e espaço errado que tudo vai ser seu. Isso é abandonar-se. Por falar a verdade, não estou sendo ignorante, nem único, mas louco. Louco porque minha loucura é nunca me abandonar e nunca não está lá, sempre aqui. Sei que você pode achar meio confuso o que escrevi, e dizer: “nossa que coisa louca”, mas lembre-se: - eu não sou igual você-. Você é diferente, porque posso gostar de escrever e você não, posso gostar de ler e você não, posso gostar de fumar e você dizer que dá câncer, mas eu sei que dá câncer, e você tem crença; nesse aspecto estamos quites, mas claro, -a comparação é absurda- mas é algo além da física, e disso eu não entendo, como sua crença por exemplo. Um inventário da alma que você não conhece, nem você e nem ninguém. Alguns dizem, mas dizem porque outros antes disseram, como sua crença por exemplo. Pareço está questionando sua crença, mas não estou, apenas estou lhe mostrando que você tem o tempo o espaço e a criatividade,  e com ela você pode ser novo, mesmo no ultimo dia de sua vida.

Autor: até enquanto você não lê, o 
Autor continua insignificável.

domingo, 27 de julho de 2014

O que é ser profissional?




Profissional é saber ouvir antes de falar.
É saber calar na hora certa e se pronunciar quando for necessário.
Ser profissional é respeitar um colega, um amigo, um concorrente, uma nação.
Ser profissional é elogiar quem merece e ajudar os que precisam.
É saber de sua função, mas não deixar de ajudar o próximo, quando necessário.
Ser profissional é saber ser pequeno e grande ao mesmo tempo.
É ter humildade para corrigir um erro. É ter maturidade para tentar não errar mais.
Ser profissional é respeitar aqueles que te criticam, mesmo quando injustos.
Ser profissional é baixar a cabeça para ouvir um conselho e levantá-la para seguir o bom caminho.
Ser profissional é ter a capacidade de abraçar um companheiro de trabalho sem falsidade, ou ajudá-lo sem interesse.
Ser profissional é saber que não é maior e nem melhor que ninguém.
É ter consciência de que nem sempre aquele que não conseguiu ter êxito na vida, é e sempre será um fracassado (o mundo dá voltas).
Ser profissional é poder olhar o mundo como uma criança que se encanta com uma simples folha de papel; com um brinquedo qualquer.
Ser profissional é poder dormir a noite com a consciência tranquila e saber que fez tudo o que deveria fazer sem passar por cima de ninguém.
Ser profissional é ser simples. E ser simples é a ação mais sublime que um ser humano pode demonstrar.

Seja profissional. Seja simples. Seja humilde...
Até o sol com todo o seu brilho, se põe no finalzinho da tarde para dar lugar a lua, que também precisa mostrar o seu brilho, sua beleza, seu espetáculo.

Por: Adriano Santos