quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

As surpresas da vida

Amigos. Amigas. Eu. Você. Nós talvez estejamos passando por um daqueles piores momentos de nossas vidas. Olhamos para um lado, para outro, e não encontramos um caminho; não achamos uma saída. Hoje o dia está cinzento. O sol parece não ter mais aquele lindo brilho. Olhamos em volta e só enxergamos o vazio. O mundo é tão grande, e mesmo sendo pequenos, há dias em que nos sentimos diminutos. Bate então aquela vontade de voar... Onde estão as nossas asas? Alguém veio e nos roubou sem que percebêssemos, ou talvez, porque não imagináramos que isso viesse acontecer, não de um certo alguém – não de você. Pensamentos tomam conta das nossas vidas, do nosso mundo, do nosso destino. Por que você amigo? Sinceramente? Não consigo entender. O mundo desaba, as coisas somem - as coisas boas é claro. O sol tão quente que é, já não nos aquece mais. Nem sabemos onde estamos. Para onde vamos? Não temos destino, apenas pensamentos, vários pensamentos. No fundo no fundo passamos a não ser mais nada. Absolutamente nada. Amigos? Não tenho. Se tenho, não os encontro. Mas um dia tudo passa. Tudo muda. Nessa constante escada da vida deparamo-nos com coisas das quais só iremos agradecer em um futuro bem próximo. Pra onde tu foste. Onde estais. O destino é uma montanha-russa. Mesmo assim, muito obrigado por tudo, vida. Nessa escola ainda sou, e sempre serei, um eterno aprendiz, um aluno malvado que não sabe direito o que é certo ou errado. Um filho sem pai, em um mundo sem dono, em um palco sem plateia, cantando sem melodia e protagonizando um papel que nem eu mesmo sei quem é, ou, quem sou. Não sou, eu sei, mas a vida se encarregará de me ensinar para que eu possa ser, um dia qualquer, em um lugar qualquer, não por acaso, mas por mérito, diplomado na escola da vida, forjado pelo calor das batalhas e sim, não vencido, mas vencendo dia após dia. Porque eu não vou desistir. Mesmo sem forças, buscarei me manter de pé para continuar a minha caminhada, sem fraquejar... Obrigado, e mais uma vez: obrigado!


Um comentário: